O Tempo

15:39 / Postado por Fany /

Tempo

Miguel Torga

Tempo — definição da angústia.
Pudesse ao menos eu agrilhoar-te
Ao coração pulsátil dum poema!
Era o devir eterno em harmonia.
Mas foges das vogais, como a frescura
Da tinta com que escrevo.
Fica apenas a tua negra sombra:
— O passado,
Amargura maior, fotografada.

Tempo...
E não haver nada,
Ninguém,
Uma alma penada
Que estrangule a ampulheta duma vez!

Que realize o crime e a perfeição
De cortar aquele fio movediço
De areia
Que nenhum tecelão
É capaz de tecer na sua teia!


O tempo, dono de todos os que vivem neste mundo, faz de nos seus filhos, seus seguidores, vive a nos regrar, vive a nos seguir em qualquer lugar. O tempo não sofre com o medo, muito menos com a distância, mas sim, faz seus filhos sofrerem.O tempo não maduro ou imaturo, não pensa mas vive ao lado de cada um de nos como um amigo ou ate mesmo um inimigo.O tempo muitas vezes e medido para ser batido, forma estranha de se aproveitar o pouco tempo que temos.Mas sem duvida o tempo e nada mais nada menos que a rotina de vida de cada ser vivo!

"Off in the night, while you live it up, I'm off to sleep waging wars to shake the poet and the beat I hope it's gonna make you notice I hope it's gonna make you notice(...)"
(Kings of Leon )

17 comentários:

Comment by Rogerio on 1 de março de 2010 16:23

o tempo não e nada...o tempo é tudo...tudo depende do tempo...tempo certo...tempo errado...somos refens do tempo...mesmo não querendo ser...

Comment by Fany on 1 de março de 2010 16:25

estou de acordo em partes!

Comment by Daniela on 1 de março de 2010 16:37

O tempo passa rapido demais,principalmente para aqueles q tem muito a nos esinar!!

me segue?

http://pensandobem2010.blogspot.com

Comment by Fany on 1 de março de 2010 16:41

sigo sim daniela!volte sempre!

Comment by A Arte de Escrever on 2 de março de 2010 09:55

Belo post, gostei

http://refletindonomundo.blogspot.com/

Comment by Fany on 2 de março de 2010 09:56

obrigada vou passar no seu blog!volte sempre!

Comment by Pierre on 2 de março de 2010 09:58

legal seu blog.. ta de parabens!
tou te seguindo então me segue tb se nao paro de te seguir!
por pierre do www.marionaweb.net

Comment by Fany on 2 de março de 2010 10:02

jah estou te seguindo pierre!

Comment by /+/ Rafael /+/ on 2 de março de 2010 10:05

Achei o texto muito bom.

Comment by Fany on 2 de março de 2010 14:29

obrigada rafael! volte sempre!

Comment by мiiℓє on 4 de março de 2010 14:26

O tempo ao mesmo tempo que desempenha o papel de inimigo pode ser um grande aliado, é só saber usá-lo :D
Phaninhaa, ameii o poema :)

Comment by Fany on 4 de março de 2010 15:31

obrigada maiga, espero vc criar seu blog para passar lah, te amo!volte sempre!

Comment by tais on 4 de março de 2010 16:24

Fanny Brotheer, vooooooc ér de maais , beem diveertiida ;) , adoorei te conheceer :D
aaaaaaaaaaaaah ! , see rolaar reggae me shaamaa ;) OIASOISAIOASSOI , tô aai smp , poooode contaar cmg :D

beeeijo .
Taaí Suzuqué *___*

Comment by Thamyzinha Iwasaki on 9 de abril de 2010 16:23

O tempo as vezes é um vilão para os ânsiosos...
é preciso ter calma...
mais não deixar o tempo passar!

Comment by Camila Passatuto on 9 de abril de 2010 16:32

Me fez lembrar aquela música que caetano canta: Oração ao Tempo.

O tempo é misterioso e confuso, ele é ontem, hoje e amanhã.

" tempo muitas vezes e medido para ser batido"
gostei disso.

Comment by Art =] on 9 de abril de 2010 17:31

ahhh o tempo
imensuravel...imortal
o.o
hahaha
viajei xD

Comment by Fany on 9 de abril de 2010 17:34

obrigada a todos galera!

Postar um comentário